Cuidados essenciais antes de abrir uma franquia

Cuidados essenciais antes de abrir uma franquia

Se você tem o sonho de ter um negócio para chamar de seu e ainda não sabe se escolhe abrir uma franquia ou se abre uma empresa do zero, esse artigo é pra você.  

Todo empreendedor sonha em realizar algo, até o momento que o sonho deixa de ficar só no campo da mente, para se tornar realidade.

Franquia ou criar um negócio do zero? Eis a questão!  

Essa é uma das dúvidas mais frequentes para o empreendedor de primeira viagem. Para quem quer começar sozinho e do zero a atenção deve ser redobrada quanto aos pilares básicos da maiores dos empreendimentos como ponto de venda, modelo do estabelecimento, capital de investimento, capital de giro, e o especialmente o “know how”. Esse caminho é mais livre, longo e aparentemente mais barato. 

Enquanto que para aqueles que optam por franquias, a atenção tem outro foco, posto que as franquias prometem domínio plenos sobres os dos pilares básicos. Para tanto, cobram por isso a taxa de franquia e os royalties mensais. Nesse caso o investimento de partida será maior que abrir do zero, porém a curva de aprendizado é menor.

Perguntas essenciais antes de investir em um novo negócio

É preciso refletir muito e antes de tudo, responder 03 (três) perguntas fundamentais:

– tenho perfil para seguir uma cartilha ou faço meu próprio caminho?

– qual negócio tenho afinidade e convicção que posso desenvolvê-lo?

– onde e como posso desenvolver um planejamento detalhado do empreendimento?

Escolheu abrir uma franquia. E agora?  

Se você optou por abrir uma franquia, entendeu que está apto e disposto a seguir uma cartilha e cumprir a diretrizes, regras e deveres de uma franqueadora, você precisa ter consciência que:  

Uma vez definido o ramo de negócio e a marca em vista, respeite algumas regras básicas, como: validar, estudar, convencer-se, investigar, avaliar e ouvir, e vá em frente:

VALIDAR: Valide a viabilidade da franquia

É crucial saber se a franquia é séria. A resposta poderá ser obtida nos guias de franquias, associações que ela é filiada, ABF – Associação Brasileira de Franquias e outras fontes possíveis no mercado.

ESTUDAR: Estude as leis de franquias

Estudara Lei de Franquias e COF – circular de oferta de franquia. Existe no Brasil uma lei especifica que regula a abertura de uma franquia, se possível, faça o estudo com o auxílio de um profissional habilitado, advogado ou contador.

A COF é um “documento” exigido por lei e desenvolvido pelo franqueador e que apresenta todas as condições gerais do negócio.

Ela deve ter todas as informações exigidas pela Lei das Franquias, como direitos e deveres da rede e dos franqueados, histórico da franquia, balanços financeiros, valores de investimentos e royalties, entre outros. Não fique com dúvidas, tire todas com a franqueadora e com profissionais habilitados para tal.

CONVENCER-SE: Verifique sua afinidade com a marca

Convença-se que você tem afinidade com a marca e o ramo de negócio ao abrir uma franquia.

O simples fato de uma marca ser de sucesso não é suficiente para você se convencer que também terá sucesso. Um empreendimento de sucesso exige muito mais que uma marca de sucesso ou que esteja na moda. A afinidade com o negócio sim, essa pode fazer toda diferença. Cada área de atuação requer conhecimentos, habilidades e atitudes típicas daquela. É vital que o negócio escolhido seja um ambiente em que você, franqueado, vá produzir o seu melhor resultado.

INVESTIGAR: Experimente na prática se a marca é ideal

Só você poderá e deverá testar a marca pretendida.

Como? Ser consumidor na rede, frequentar, investigar, ouvir os consumidores. Além de experimentar como cliente. Enfim, se você não viver uma experiência real e satisfatória com aquela marca é melhor ir para outra até encontrar aquela que você vai aprovar.

AVALIAR: Avalie a sua capacidade financeira e retorno de capital

Você será informado o capital para o investimento inicial, do capital de giro e o tempo de retorno do investimento ao abrir uma franquia.

Veja, isso trata-se de uma projeção. No mundo dos negócios não existe 100% de garantia em nada. Tudo muda o tempo todo. Você e sua família devem estar preparados financeiramente. Em especial, nos primeiros momentos, pois será aí o maior dispêndio da sua energia.

Se você não estiver em paz com as finanças, as chances de aprender e desenvolver a atividade fica comprometida. Um orçamento financeiro detalhado e projetado para, no mínimo, 24 (vinte e quatro) meses é indispensável para qualquer atividade. Planejar é desenhar o futuro.

OUVIR: Pesquise e Ouça outros franqueados

Aprender com a experiência dos outros é sabedoria. Escolha pelo menos três franqueados e obtenha informações antes de abrir uma franquia.

Seja corajoso, bata na porta dele e indague sobre pontos positivos, negativos, oportunidades, ameaças, etc. A tarefa é difícil, mas com certeza, muito importante.

Por fim, tenha em mente que ninguém vai fazer para você aquilo que só você pode e deve fazer. Como diz o dito popular, “o olho do dono é que engorda o boi”.

Espero que essas dicas sejam úteis para sua tomada de decisão. Caso tenha mais alguma dúvida, fale com um de nossos especialistas. Teremos prazer em te auxiliar;

Acácio Neiva – sócio diretor da NEXPE – Contabilidade e Consultoria.  Contador, advogado e consultor empresarial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo